Recuperando a auto estima!

Recuperando a auto estima!

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Sódio – consuma na medida certa


O sódio é um mineral presente em diversos alimentos, mas é constituinte principal do sal de cozinha (cloreto de sódio – NaCl)

Em quantidades excessivas, este mineral pode prejudicar a saúde. Mas você sabe porque? O sódio participa de funções básicas no corpo, como equilíbrio ácido-base, equilíbrio de água no organismo, contração muscular, impulsos nervosos, ritmo cardíaco, entre outros, sendo então fundamental para a saúde física.

Porém, consumir excessivamente o sódio faz com que ocorra a liberação de alguns hormônios, que causam a retenção de líquidos, aumentando a pressão sanguínea o que é ruim para o organismo por sobrecarregar o coração e principalmente para quem já possui hipertensão arterial.

Já a restrição do consumo de sódio diminui a pressão arterial, e segundo alguns estudos reduz a mortalidade por doenças como acidente vascular encefálico e na regressão da hipertrofia ventricular esquerda. A restrição do consumo de sódio pode ainda reduzir a excreção de cálcio pela urina, contribuindo para a prevenção da osteoporose em mulheres idosas.

Por isso, a diminuição de sódio deve ser feita não apenas por pessoas hipertensas, mas pela população em geral. Mas não é só o sal que possui sódio, frutos do mar, alimentos enlatados, conservas, embutidos e defumados são ricos em sódio.

Existem hoje no mercado produtos substitutos de sal, contendo cloreto de potássio em substituição ao cloreto de sódio e podem ser consumidos, principalmente para pacientes hipertensos. O sal (cloreto de sódio – NaCl) foi o primeiro tempero da civilização, é um dos conservadores mais antigos, tanto de uso doméstico como industrial, impedindo o desenvolvimento de microorganismos que deterioram os alimentos.

Ele é uma substância sólida branca, que tem o poder de salgar os alimentos, deixando-os mais saborosos, o que agrada o paladar de todos. Mas é importante consumir na quantidade adequada, para não prejudicar sua saúde.


A Sociedade Brasileira de Hipertensão recomenda que a ingestão de sal seja de 6 g por dia, o que equivale a 1 colher de chá. Essa recomendação é válida para a população de uma maneira geral. Para os hipertensos deve haver uma variação da ingestão, de acordo com cada caso, mas a restrição pode atingir até 35 mg ou menos por dia.


Conheça os tipos mais consumidos de sal:

-Sal refinado: O mais utilizado no preparo de alimentos. De acordo com a lei, no sal de cozinha deve ser acrescentado iodo para evitar o bócio.
-Sal marinho: É apenas moído. Não é refinado e por isso não possui a obrigatoriedade da adição do iodo.
-Sal grosso: Não é refinado, assim como o sal marinho também é moído. É muito utilizado para churrascos.


Atente para os conselhos a seguir para redução no consumo de sal:

- Não utilize saleiro na mesa durante a refeição;- Prepare os alimentos com uma quantidade mínima de sal;
- Utilize temperos naturais, como alho, cebola, ervas aromáticas, etc.- Evite alimentos industrializados, dê preferência por consumir alimentos naturais.
- Leia sempre os rótulos dos produtos e verifique a quantidade de sódio dos alimentos industrializados.
- Nem sempre uma comida com pouco sal significa uma comida sem gosto, sem graça, use e abuse com as ervas aromáticas, como: manjericão, alecrim, orégano, salsinha, sálvia, tomilho e outras.

3 comentários:

Taiane disse...

As coisas aqui em casa são praticamente sem sal algum...
Flor te indiquei pra uma brincadeira...

Beijos

Sylvi@ disse...

Oi Mari...
Passando pra agradecer a visitinha...
Desculpe não responder antes, tenho sido meio egoista... Leio os coment's, mas não respondo pra ninguém... Acho muita grosseiria da minha parte...
Bjooo... Teu blog tá lindo!
Fik com Deus.

Aret@ disse...

Oi Mari!
Adorei a matéria, eu consumo pouco sal, aqui em casa meu marido é hipertenso, então não costumo abusar do sal nas comidas!!!

Bom final de semana pra vc, beijos!!!